A Simulare realizou a segunda edição do Torneio Empreendedor, uma competição direcionada para estudantes de todo o Brasil que tem como objetivo estimular o empreendedorismo e desenvolver competências de gestão de negócios com o uso de jogos e simulação gerencial.

Confira abaixo como foi a competição.

 

 

Sobre o Torneio

 

Qual o objetivo?

Estimular o empreendedorismo e desenvolver competências de gestão de negócios com o uso de jogos e simulação gerencial.

 

Como Funciona?

Inicialmente os participantes devem realizar a inscrição de sua equipe pelo site do Torneio. A inscrição tem um custo de R$ 40,00 por equipe. Cada equipe pode ter até três integrantes mais um professor. As equipes regularmente inscritas competem entre si no decorrer do torneio em quatro etapas que são eliminatórias.

As atividades são organizadas por um cronograma prévio que estabelece o início, fim e prazos limites para cada uma das etapas.

As cento e sessenta¹ melhores equipes – aquelas que mais pontuarem na primeira etapa – avançam para a segunda etapa e, posteriormente, as quarenta¹ melhores avançam para terceira etapa e finalmente as dez¹ melhores para a quarta e última etapa. A pontuação é obtida por meio de dois jogos:

O primeiro, utilizado na Etapa I, é um Quiz, disponível em uma plataforma online. Consiste em um jogo de perguntas e respostas (múltipla escolha) relacionadas ao tema, que pontua as perguntas respondidas corretamente.

O segundo, utilizado na primeira e demais etapas do Torneio, é um software de simulação gerencial desenvolvido pela Simulare. Ele permite que as equipes simulem a gestão de uma empresa em ambientes altamente competitivos, tomando diversas decisões com base em notícias, relatórios e gráficos gerenciais. O nível de complexidade aumenta a cada etapa.
¹ Estes números são calculados de acordo com o total de inscrições e podem ser ajustados em uma próxima edição.

 

E os prêmios?

Com o objetivo de incentivar a participação de todos, a Simulare premiou as dez equipes finalistas – aquelas que chegaram até a quarta e última etapa:

  • 1º Lugar R$3.000,00 + serviço de registro de marca + licença de uso do simulador para o prof. indicado
  • 2º Lugar R$2.100,00 + serviço de registro de marca + licença de uso do simulador para o prof. indicado
  • 3º Lugar R$1.400,00 + serviço de registro de marca + licença de uso do simulador para o prof. indicado
  • 4º Lugar R$800,00
  • 5º Lugar R$700,00
  • 6º Lugar R$600,00
  • 7º Lugar R$500,00
  • 8º Lugar R$400,00
  • 9º Lugar R$300,00
  • 10º Lugar R$200,00

 

Esta edição ainda contou com o apoio da Remma, empresa especializada em registro de marcas que oferece seus serviços em todo o país.  

Como forma de apoio, ela ofereceu às 3 primeiras colocadas um serviço de registro de marca gratuito. O prêmio consiste no serviço de depósito do pedido de registro de marca perante o INPI, e posterior acompanhamento do processo administrativo até a decisão final daquela autarquia.

 

Confira como foi a Segunda Edição:

 

  • Período de inscrição: 20/02/2017 até 08/04/2017
  • Valor da inscrição: R$ 40,00
  • Quantidade de equipes regularmente inscritas: 530
  • Equipes com 1 integrante: 175
  • Equipes com 2 integrantes: 125
  • Equipes com 3 integrantes: 230
  • Quantidade de alunos envolvidos: 1.115
  • Total de Estados participantes: Todos + DF
  • Estados com as maiores participações: SP (115), PR (57), MG (56) e RS (40)
  • Premiação em Dinheiro: Total de R$ 10.000,00
  • Demais Prêmios: Consultoria de Registro de Marca e licença de Uso do Simulador ao professor Indicado para as três primeiras colocadas.

 

 

Conheça os Finalistas..

As 10 equipes finalistas foram aquelas que mais acumularam pontos no decorrer das Etapas I, II, III e IV. Elas vieram de instituições públicas e privadas, de graduação e pós-graduação, e de diversos cursos. Veja, abaixo, as equipes finalistas ordenadas pelo resultado final.

 

 

 

Equipe campeã

A equipe campeã veio da Universidade do Rio Grande do Norte, a UFRN. A equipe ‘Tanzanite” comandada pelos alunos Kelvin Kleyton Morais Ramos De Aquino e Juliana Caroline Neves de Araújo, destacou-se em todas as etapas, incluindo a última e mais importante, onde o nível de complexidade do simulador gerencial era, segundo a coordenação do Torneio, ‘Monstro’.

 

 

“Primeiramente, agradecemos bastante pela oportunidade que vocês nos proporcionaram, de participar desse torneio. Parabéns a toda a equipe que trabalhou para fazer isto acontecer. Foram momentos de muita diversão, tensão e aprendizados. Ficávamos ansiosos todos os dias de simulação, quando o relógio marcava 14h00 a atualização a cada 5min do site era quase um ritual. Estimularam mais ainda a nossa vontade de querermos ser empreendedores e a confiarmos no nosso potencial. O jogo parecia bem simples no início e a cada etapa o desafio aumentava, mas a última etapa… caramba, foi bem instigante ao ver o quão complexa ela era e o quanto tinha para aprender. E sim, erramos em várias decisões, tivemos muitas frustrações, mas aprendemos com os erros e melhoramos. Esperamos que o torneio cresça e fique a cada ano mais competitivo. Se dependesse da gente, teria uma nova etapa todo mês, pois é uma atividade da qual já estávamos nos acostumando a ter a cada semana que passou.Gostei bastante de ter participado, não me inscrevi com expectativas de ganhar, apenas de ver até onde eu conseguia chegar. Fico muito orgulhoso em poder ter levado o prêmio pra minha universidade e aqui pro nordeste. ” Relatou a equipe campeã, Tanzanite.  

 

Completaram o pódio, também, as equipes ‘Sapiens’, formada pelos alunos Athos Rapone Haas, Mateus Rodrigo Boone e Vítor Kehl Matter da UNISINOS e a equipe campeã da edição de 2017 ‘P&B_UEM’, formada pelos alunos Angelo Henrique Begnossi e Lucas Pizzi Rotta da UEM.

 

 

“Nós da equipe Sapiens, gostaríamos de elogiar o Torneio Empreendedor, pois nos possibilitou uma demonstração precisa de como o mercado corporativo pode ser desafiador e extremamente competitivo. Começamos o torneio como “marinheiros de primeira viagem”, além de nunca termos participado de algum torneio desse tipo, nenhum de nós cursa algo na área de administração ou contábeis. Como chegamos tão longe? Não, não foi pura sorte. O trabalho em equipe foi essencial para entendermos o simulador, assim como no mundo dos negócios, não é possível desenvolver uma companhia sozinho, portanto dividimos tarefas e conseguimos decifrar o simulador. Agradecemos a todos pela competição acirrada, e que esse torneio possa influenciar pessoas a se tornarem empreendedores muito mais preparados. ” Equipe Sapiens.

 

 

“A 2ª Edição do Torneio Empreendedor foi um grande desafio para nós da equipe P&B_UEM. No ano de 2017 conseguimos o título de primeiro campeão do torneio e tínhamos em mente tentar chegar o mais longe possível novamente em 2018. Ao final da competição, ficamos muito satisfeitos por ter conseguido obter o 3º lugar, tendo em vista o alto grau de dificuldade de todas as etapas, em especial a grande final, e também o ótimo nível das outras equipes participantes.Vale destacar também que a Simulare e seus colaboradores estão de parabéns pelo planejamento, organização e execução da 2ª Edição do Torneio Empreendedor, visto que não se contentaram com o sucesso da 1ª edição e aprimoraram alguns aspectos do jogo, resultando em novidades interessantes e que na nossa opinião, foram acertadas para o bom andamento do torneio. ”

 

Palavra da Coordenação do Torneio

“Foi mais uma grande edição… As equipes, todas elas, estão de parabéns, pois demonstraram muito competência desde as primeiras etapas. Foi uma satisfação enorme poder conduzir este Torneio. Espero que tenhamos estimulado um pouco o espírito empreendedor de nossos participantes com nossos desafios de simulação gerencial. Obrigado aos participantes, à Remma que nos apoiou este ano e, mais uma vez, à Simulare que nos permitiu fazer uso dos seus recursos”.

 

EnglishPortugueseSpanish