Os avanços tecnológicos têm atingido e melhorado diversas áreas, destaque especial para o ramo educacional, que tem sido impactado positivamente. Tal fato ocorre devido à facilidade de obter informações com maior rapidez, o que aprimora e evolui o aprendizado de forma bastante inovadora.

Escolher por inserir ou não a tecnologia na sala de aula já não é uma opção, visto que ela faz parte da vida dos alunos no contexto extraclasse. Portanto, a sua aplicação em benefício do desenvolvimento educacional é vista como uma oportunidade excelente e necessária de permitir que a aula seja mais dinâmica e produtiva.

É evidente que a tecnologia proporciona momento de ensino diferenciado e bem distante daquele modelo convencional de aulas teóricas em que o professor transmite informações e os estudantes as recebem. Um novo conceito de aula online pode fazer parte do dia a dia escolar, sendo que docente e discente não precisam necessariamente estar no mesmo local para que a mesma ocorra.

Quer saber quais os principais benefícios que as ferramentas pedagógicas digitais oferecem para a educação? Confira e torne suas aulas mais atraentes, melhorando, assim, a qualidade e o desempenho nos estudos.

Vamos a eles?

Aluno como protagonista da aprendizagem

A forma de aprender um novo conteúdo está cada vez mais facilitada, graças aos avanços da tecnologia. Dessa forma, é possível ter acesso a tudo e em qualquer lugar. Sabemos que a maioria dos estudantes está conectada à internet por meio de celulares, tablets ou notebooks, por isso, faz-se necessário aproveitar essa conexão em prol da educação.

O perfil dos aprendizes não é o mesmo de décadas atrás. Hoje, eles desejam aprender com mais rapidez e acabam por buscar, na internet, meios de conseguir uma aprendizagem que fuja da aula monótona e interminável de alguns professores.

É muito importante permitir que os discentes sejam autores da sua própria aprendizagem, ou seja, dar abertura para que pesquisem, perguntem e conheçam novas possibilidades de adquirir conteúdo. Assim, nesse novo modelo de ensino, o professor, que antes obtinha o papel central, passa a ser o mediador no percurso do conhecimento. Esse é um grande benefício para os estudantes, uma vez que proporciona aos alunos mais responsabilidade e participação no processo educacional.

Aproximação entre professor e aluno

Um maior contato entre professor e aluno é propiciado pelas novas tecnologias, já que elas aproximam a rotina escolar daquilo que já faz parte da realidade fora da escola. Dessa maneira, a relação entre ambos passa a ser estreitada, já que compartilham das mesmas ideias.

Sem contar que o aprendizado será realizado de forma conjunta e não mais como transferência de conhecimento do professor ao aluno. Nessa nova concepção de sala de aula aliada à tecnologia, o discente poderá aprender e também ensinar.

Vale ressaltar ainda que a tecnologia permite que a aproximação permaneça fora de sala de aula, por meio das mídias sociais. O que facilita também a inclusão de pais ou responsáveis no desenvolvimento escolar.

Estímulo à curiosidade e à interação

Além de despertar a curiosidade, as tecnologias favorecem um maior interesse nas novas formas de aprender e de se comunicar. Quando a aula é diferente e interessante, há um vontade maior em participar e descobrir novas formas para sanar os problemas apresentados em sala de aula.

Com esse desejo em estar engajado nas discussões, os discentes possuem uma interação maior. Até mesmo os alunos mais tímidos passam a interagir por meio das ferramentas digitais. Constata-se que as atividades em grupo com a utilização da tecnologia permitem que os discentes se expressem de maneira mais livre e confiante. Essa experiência oferece motivação, permitindo que os alunos sintam-se importantes e participativos no processo de aprendizagem.

Agilidade nas atividades

De fato, utilizar a internet para fazer uma pesquisa ou atividades em sala de aula vai facilitar e otimizar o período que será gasto nessa tarefa. Tanto para os alunos quanto para os professores, há um aproveitamento melhor do tempo e, obviamente, a eficácia do trabalho.

São inúmeras as maneiras de conseguir conhecimento nas ferramentas digitais, além da agilidade na comunicação que, sem dúvidas, agrada os jovens, já que tudo para eles precisa acontecer de forma rápida.

Alunos atentos e motivados

Jovens e adultos sentem-se incomodados quando uma aula é monótona e focada apenas em livros didáticos. Permanecer durante cinquenta ou sessenta minutos assistindo a uma aula que fala sobre o mesmo tema parece durar uma vida inteira, não é mesmo? No entanto, quando esse mesmo tema é ensinado e discutido de diversos modos na internet, nem vemos o tempo passar.

A internet consegue prender a atenção e manter o foco dos estudantes. Por isso, é importante utilizar múltiplas ferramentas para ensinar um conteúdo em sala, pois assim, quando uma estiver cansativa, é possível utilizar outras e garantir que a aula continue interessante.

Respeito à individualidade

Estudantes com deficiência precisam realizar os mesmos exercícios que os demais. A não adequação às necessidades acaba afetando o desenvolvimento desses alunos. É importante reforçar que a aprendizagem é diferente para cada aluno, no entanto, o ensino precisa ser igual para todos.

Com a tecnologia se faz possível um ajuste dos conteúdos de acordo com as necessidades de cada aluno. Dessa forma, os que possuem algum tipo de deficiência podem realizar atividades usando o mesmo conteúdo, mas de formas distintas que facilitam o entendimento.

Motivação e alto desempenho

Já imaginou estudantes desejando ir para a escola? Parece utopia na realidade em que estamos vivendo, onde os alunos não veem a hora de acabar a aula e ir para suas casas. Pois então, essa situação pode mudar quando a tecnologia é inserida na educação.

O que falta é motivação. Exercícios dinâmicos, jogos e desafios despertam o interesse. Por intermédio da tecnologia, as aulas acabam tendo outra definição. Passa a ser o ambiente agradável do dia a dia de um aluno. É importante ressaltar que existe uma gama de possibilidades de atividades prontas para uso, e só depende do professor saber usá-las da melhor maneira possível na sala de aula.

Os avanços tecnológicos vieram para diminuir as barreiras que impedem o aprendizado. Portanto, o professor que deseja realizar mudanças no ensino precisa reconhecer a grande utilidade das ferramentas digitais nas aulas.

É importante lembrar que não basta apenas conhecer as novas tecnologias, deve-se usá-las e implementar novidades nas atividades para renovar nas informações e capacitar cada vez mais os estudantes para a realidade do mundo conectado. Só assim será possível oferecer uma aprendizagem mais valorosa e eficaz para a sua vida pessoal e profissional.

E aí, gostou do post? Então siga as nossas páginas nas redes sociais para acompanhar as nossas atualizações: estamos no Facebook, no LinkedinGoogle Plus e no YouTube!

English EN Portuguese PT Spanish ES